Playlist de janeiro


Parece que o ano começou ontem e fevereiro já tá batendo na porta de 2016. Janeiro passou voando e eu falhei de novo em postar com frequência aqui no blog, mas tudo bem! A listinha de ideias pro próximo mês já tá pronta e pretendo deixar tudinho programado antes da faculdade começar. Pra inspirar montei essa playlist com as músicas que não saíram do repeat nos últimos dias e já vou pedir desculpa pelo excesso de Panic! At the disco :p Obs: você também pode ouvir no spotify.



Beijos e até o próximo post ♥
Onde me encontrar:
Fanpage | Instagram | Twitter | Youtube

Os Videntes (Libba Bray)


Há muuuuuito tempo atrás, mas não numa galáxia muito distante, vi no Bela Psicose uma resenha de Os Videntes e decidi que queria ler. Assim, sem mais nem menos. No mesmo fim de semana fui na Paulista e dei uma passada na livraria Cultura, saí de lá com com cara de bunda e dois livros, nenhum deles era esse, livro caro que passei por cima da vontade e esperei entrar em promoção. Mas digo: valeu cada centavo.


A história é maomeno assim: Evie foi exilada de sua entediante cidade natal e enviada para a agitada Nova York dos anos 20. Logo menos ela está ao lado das glamourosas garotas Ziegfeld e os trombadinhas. O único problema para Evie é ter que viver com seu tio Will, curador do Museu do Folclore Americano, Superstição e Ocultismo, também conhecido como "O Museu dos Insetos Rastejantes".

Quando assassinatos baseados em ocultismos começam a ser descobertos, Evie e seu tio encabeçam a investigação. Ao mesmo tempo em que tudo acontece, Evie possui um segredo - um misterioso poder que pode ajudar a prender o assassino em série, caso ele não a encontre primeiro.


Pontos consideráveis: Evie por vezes é irritante e a amiga dela, Mabel, é uma sonsa. Há coisas também que foram pouco exploradas, tipo o próprio título, que você entende o que é ao decorrer da narrativa e fica com cara de paisagem porque foi praticamente irrelevante. Apesar disso, é um mistério muito bem escrito e cheio de pesquisa por trás, faz a gente se sentir mesmo nos anos 20, com as canções e gírias da época, por vezes citadas durante a história. Mas o mais legal é quando a gente começa a ligar os pontos! Dá vontade de entrar no livro, gritar com os personagens e forçar todo mundo a ler, porque você precisa contar todas as descobertas que você fez. Também dá muita vontade de abraçar o Jericó, assistente do Will, e nunca mais soltar, porque ele é um fofo e eu quero ele pra mim ;^;

Minha nota é 10/10 e eu só espero que matem minha curiosidade na continuação, lançada dia 25 de agosto e que eu ainda não comprei porque o preço não tá legal e nem foi traduzida - pelo menos, não quando eu vi :(


Beijos e até o próximo post ♥
Onde me encontrar:
Fanpage | Instagram | Twitter | Youtube
home||sobre||faq||blogroll||extras
Blonde Chaos 2014 - 2015 © || Design e conteúdo por Amanda
[ voltar para o topo ]